Tailandia

Destino de férias exótico
Fotos de: Tailandia
Mapa de localização
Aeroportos
Hotéis e outros Alojamentos
O que visitar
Onde Comer
Onde Divertir
Consulados & Embaixadas
World Nomads
O Seguro de viagem com as maiores coberturas

Tailândia
Tailândia, anteriormente conhecida como Sião é um Estado soberano asiático situado no centro da península da Indochina e na península Malaia. É limitado a norte por Mianmar e Laos, a leste por Laos e Camboja, a sul pelo golfo da Tailândia e pela Malásia, e a oeste pelo mar de Andamão e pela extremidade sul de Mianmar. As suas fronteiras marítimas incluem o Vietname (Vietnã, em português brasileiro), no golfo da Tailândia, para o sudeste; e a Indonésia e a Índia no mar de Andamão, a sudoeste.

O país é uma monarquia constitucional, encabeçada pelo rei Bhumibol Adulyadej, o nono rei da Casa de Chakri, tendo chefiado a nação desde 1946, e sendo o mais antigo chefe de Estado do mundo bem como o monarca com maior reinado na história tailandesa. O rei da Tailândia é intitulado chefe de Estado, chefe das Forças Armadas, defensor da religião budista e o defensor de todas as religiões.

A Tailândia é o 50.º maior país do mundo em área territorial, com uma área de aproximadamente 513 115 km², sendo o 20.º mais populoso do planeta, com população aproximada em 66 milhões de habitantes. A capital e maior cidade do país é Banguecoque, que é o centro político, comercial, industrial e cultural da Tailândia. Cerca de 75% da população é etnicamente tailandesa, 14% é de origem chinesa e 3% é etnicamente malaia. Os grupos minoritários incluem os Mons, os Khmers e várias tribos. O idioma oficial do país é o tailandês, sendo o inglês o segundo idioma mais falado. A religião principal é o budismo, praticado por cerca de 85% da população.

A economia da Tailândia experimentou um relevante crescimento entre 1985 e 1996, sendo que o mesmo é, atualmente, um país recém-industrializado e um grande exportador. O turismo também contribui significativamente para a economia tailandesa. Existem cerca de 2,2 milhões de imigrantes legais e ilegais na Tailândia, e o país tem atraído um grande número de expatriados de países desenvolvidos.
Língua oficial
Tailandês
Moeda
Baht
Documentação
Os passaportes deverão ter validade superior ao somatório de 6 meses, acrescidos do tempo de viagem, pois dela depende a concessão de vistos nos aeroportos de chegada ou de trânsito.

Caso o viajante entre na Tailândia por via aérea ser-lhe-á autorizada uma permanência no país até 30 dias ou, no caso de entrada por via terrestre, até 15 dias.
Turismo
Conhecer a Tailândia é como abrir a cortina para um novo mundo. Só com a mente recetiva e os sentidos afinados somos capazes de absorver os cheiros, cores, sabores e gestos que nos bombardeiam a cada passo, sempre numa intensidade maior do que esperam os nossos parâmetros ocidentais. Esse turbilhão de sensações inéditas proporciona a cada forasteiro a estranha sensação de ser o primeiro a pisar cada palmo de areia branca, selva ou asfalto.

O segredo do sucesso do país campeão do turismo no Sudeste Asiático está no mix perfeito entre cultura, hedonismo e exotismo. Ao sul, as praias de Koh Phi Phi e Phuket, entre muitas outras, entregam de bandeja um extenso cardápio de prazeres mundanos, distribuídos em vastos trechos de areia fina e branca, cercados de cenários cuja beleza chega a ser insultante. Ao norte, este país budista expõe a sua espiritualidade à flor da pele em cidades sagradas como Ayutthaya e nos templos de Chiang Mai, que já foi sua capital (religiosa, inclusive). Na frenética Bangcoc, o frenesim tailandês atinge o seu auge, numa das metrópoles mais fascinantes do planeta onde vivem, entre templos, arranha-céus e luzes de néon, 6 milhões de pessoas.

Experimentar a Tailândia é queimar a língua em receitas apimentadíssimas (e absolutamente deliciosas, como o macarrão frito phad thai e o condimentado peixe pla samrod) até aprender a dizer “no spicy”) em uma maneira muito particular de falar o inglês. É entender o amor incondicional (em pleno século 21) do povo pelo rei Bhumibol Adulyadej, que ocupa o trono há mais de 60 anos. É expressar a sua gratidão num singelo wâi, o inclinar de cabeça que substitui o contato físico. É entender o profundo significado do bordão “same same, but different” (traduzindo: igual, mas diferente). É viver emoções nunca dantes navegadas.
Gastronomia
Aromas, sabores… a Tailândia é sem dúvida um paraíso para os que gostam da boa cozinha. A riqueza dos seus ingredientes, o requinte da apresentação, uma grande criatividade, o seu exotismo fazem da gastronomia tailandesa uma das mais ricas de todo o Oriente.

O arroz é um dos alimentos que nunca faltam na mesa tailandesa. Serve-se de múltiplas maneiras: fervido, frito ou em sopa. Na zona Norte, a variedade cultivada é mais gelatinosa, sendo mais conhecido como “arroz pegajoso”.

Os molhos preparados com vários ingredientes são garantidamente a base da gastronomia. Malaguetas, patés de caranguejo, alho e especiarias. Não se limitam a ser utilizados apenas como tempero, desempenhando um papel específico, como por exemplo o molho de peixe, (nam pla), que em muitos pratos substitui o sal. Outros utilizam-se para realçar determinados sabores, tal como o molho de ostras fermentadas ou como outros que incorporam leite de côco para suavizar os sabores.

O pequeno-almoço thai poderá surpreender pela sua abundância. Compõe-se geralmente de arroz de frango, porco, gambas com alho, acompanhados de um ovo estrelado e pepinos pequenos em vinagre. De facto, assim não é necessário o café para despertar o corpo.

O almoço é mais ligeiro e geralmente é composto por apenas um prato de arroz frito, massas com algumas sanduíches frias e verduras.

O jantar é a refeição mais importante do dia. Nele concentram-se em qualidade, quantidade e sabor, os melhores ingredientes da cozinha thai -arroz sopa, peixe ou frango, saladas, hortaliças, molhos e sobremesas.

Outro dos aspetos mais importantes é a apresentação, a delicadeza e a arte com que cada prato chega à mesa, não faltando nunca os arranjos florais nem as frutas ou verduras cortadas nas mais artísticas e formas criativas. Quando nos sentamos num restaurante, deparamo-nos com um arco-íris de cheiros, cores e sabores capazes de cativar o mais exigente dos gourmets.
Clima
A Tailândia tem um clima tropical, isto é, húmido e quente, com três estações: temperada, quente e chuvosa.

A melhor época para viajar é entre os meses de Novembro e Fevereiro, que coincide com a estação temperada. Neste período, a temperatura média é de 20º C, com um índice de humidade por volta dos 55%.

Durante a estação quente, de Março a Maio, a temperatura pode subir até aos 30º C, como média, podendo chegar a valores próximos dos 40º C em algumas zonas. Nesta época, o índice de humidade sobe consideravelmente.

De Junho a Outubro, encontramo-nos na estação chuvosa; as monções fazem a sua aparição com diferente incidência conforme as zonas. Se, no Norte, a intensidade das mesmas pode ser escassa, no Sul, a sua presença pode revelar-se com grande violência. A temperatura oscila entre os 24º e os 34º C, embora a sensação de calor possa parecer bastante superior, já que os índices de humidade rondam, neste período, os 80%.
Segurança
Importa ter presente que, embora tivesse sido levantado dia 13 de junho de 2014 para todo o país, o recolher obrigatório poderá no entanto voltar a ser instaurado caso a caso, onde se justifique, pelo que viajantes deverão manter-se informados.

Importa, igualmente, ter presente que algumas companhias de seguros não pagam despesas causadas por desenvolvimentos políticos como golpes de estado, sendo pois recomendável consultá-las antes do início da viagem.

Precauções e conselhos especiais

Os visitantes deverão evitar locais onde estejam a decorrer manifestações ou em que se verifiquem grandes concentrações de pessoas.

Os passaportes nunca deverão ser entregues a terceiros, sejam eles agentes policiais, alugadores de “jetski” ou de motas, ou empregados de hotel.

Em caso de conflito, o viajante não deve levantar a voz nem parar de sorrir, mesmo quando e sobretudo se for ameaçado com armas brancas ou de fogo.

Têm-se verificado inúmeras burlas em lojas de pedras preciosas, com “tuk tuks”, sobretudo os que se encontram em locais turísticos, e aluguer de motos, incluindo a exigência de pagamento de danos que não foram causados, extorsão, retensão de passaportes, cobrança de montantes demasiado elevados pelos serviços prestados, desvios de percurso bem como roubos dos passageiros pelos próprios motoristas.

Há também registo de roubos por esticão por parte de motociclistas a peões e a passageiros de “tuk tuks”.

Têm ainda ocorrido acidentes de motorizadas e autocarros em que estão envolvidos cidadãos estrangeiros e dos quais resultam ferimentos ou mesmo morte pelo que o viajante deverá exigir o uso de capacete em caso de aluguer de mota ou tomar sempre um “táxi-mota” cujo motorista o use.

Ao pagar o frete aos motoristas de “tuk tuks” ou táxis, o viajante não deve aproximar a carteira de tal forma que aqueles possam arrancar-lha das mãos e fugir.
Saúde
Desde o início de 2014 os viajantes terão de pagar, à entrada na Tailândia, um seguro de saúde obrigatório, sejam ou não portadores de seguro próprio e válido, o qual lhes facultará o acesso aos hospitais públicos e privados.

A Tailândia - especialmente Bangkok, onde existem hospitais públicos de nível ou qualidade superiores – dispõe de uma boa rede de unidades hospitalares ou cuidados médicos em todas as cidades e nas mais frequentadas estâncias turísticas.

As principais unidades hospitalares possuem médico(a)s e enfermeir(a)s especialmente vocacionados para o atendimento a estrangeiros, falando Inglês.

É recomendável a vacinação contra as Hepatites A e B.

Têm-se verificado alguns casos de dengue entre os estrangeiros, pelo que devem tomar precauções para evitar as picadas de mosquitos.

É também aconselhável fazer um seguro internacional de viagem que inclua cuidados médicos, pois os custos ou taxas correspondentes podem, nalguns casos, mormente em hospitais privados, ser elevados.

Gripe aviária: não se têm registado novos casos, pelo que não parecem, de momento, existir motivos para especiais precauções, para além de cuidados gerais, como evitar a ingestão de carne de aves mal cozida.
Electricidade e Telecominicações
Eletricidade
A eletricidade é de 220V e 50 Hz.
Aconselha-se ter um kit universal de adaptadores para as tomadas.


Telecomunicações
Antes de viajar para a Tailândia deverá certificar-se junto da sua operadora se o seu telemóvel funciona naquele país. Poderá também alugar um telemóvel à chegada.
Outros destinos turísticos em:
Tailândia
Krabi - Tailândia
Phuket, Tailândia
Banguecoque
Kammala, Phuket
Ilhas Phi Phi - Tailândia
Patong Beach
Pataia, Tailândia

Outros destinos turísticos mundiais

Bonaire
Bonaire, Santo Eustáquio e Saba
Santorini
Grécia
Suiça
Suíça
Marrocos
Marrocos

Destinos de cidade e escapadelas de fim de semana

Sófia, Bulgária
Bulgária
Brasília
Brasil
Nápoles
Itália
Comodoro Rivadavia
Argentina

Porquê reservar com TURIS BRASIL
Os melhores preços
As nossas parcerias com os maiores operadores mundiais, oferecem uma pesquisa dos melhores preços de mercado.
Mais opções
No Rotas Turísticas pode reservar o hotel, comprar a passagem aérea, reservar o transfer do aeroporto para o hotel e vice-versa, reservar as excursões locais, alugar o carro, fazer o seguro de viagem e consultar os locais a visitar e onde ir
Dicas & Destinos de férias
Centenas de destinos de férias com todas as opções que lhe permitem facilmente escolher o destino que melhor combina com as suas férias de sonho.


Siga-nos nas redes sociais